shutterstock_87212194

Um estudo publicado realizado por profissionais da Ruhr-Universität Bochum, na Alemanha, e publicado esse mês na revista Journal of Investigative Dermatology mostrou que quando os receptores olfativos da pele são expostos ao aroma do sândalo, uma madeira aromática muito usada em perfumes e incensos, eles são ativados e estimulam a produção celular. Com isso, poderiam ajudar na cicatrização de feridas da pele, em cosméticos e até em estudos relacionados ao câncer, já que algumas células cancerígenas também possuem receptores olfativos.

O corpo humano possui aproximadamente 350 receptores olfativos no nariz, mas estudos já comprovaram que eles também existem em outras partes do corpo, como fígado, intestino e próstata. Entretanto, essa é a primeira vez que eles são encontrados na camada superficial da pele. “Os receptores olfativos representam um papel importante na fisiologia celular, declarou o coordenador do estudo, Dr. Hans Hatt.

COMENTE ESTA PUBLICAÇÃO

WhatsApp chat