As escaras são feridas causadas pela falta de movimentação de pessoas com dificuldade de locomoção (acamadas ou cadeirantes).

Para evitar o surgimento de escaras, é preciso movimentar a pessoa a cada duas horas, além de manter uma rotina de higiene do leito e de hidratação da pele.

 

O que são escaras?

Escaras são feridas causadas pela pressão constante em uma mesma região. Ou seja, quando a pessoa permanece muito tempo na mesma posição, o peso do corpo é direcionado a um único local, machucando a pele a ponto de rompê-la e causar feridas.

 

Mão de idoso

Escaras são causadas pela falta de movimentação

Onde surgem as escaras?

As regiões mais suscetíveis ao surgimento de escaras são:

  • Região sacral (acima do cóccix)
  • Quadril
  • Calcanhares
  • Parte interna dos joelhos
  • Cotovelos
  • Ombro
  • Parte posterior da cabeça

 

Regiões do corpo onde surgem escaras

 

Por que surgem as escaras?

O principal motivo para o surgimento de escaras é a falta de movimentação. A pressão constante em um mesmo ponto diminui a circulação sanguínea e deixa a pele fragilizada. Aos poucos, a pele fica mais fina e se rompe.

 

Como prevenir escaras?

Quando a dificuldade de locomoção obriga a pessoa a ficar muito tempo sentada ou deitada na mesma posição, é essencial realizar a mudança de decúbito. Essa mudança de posição deve ser realizada pelo cuidador, que pode ser o enfermeiro ou um familiar.

 

O que é “mudança de decúbito”?

A mudança de decúbito consiste em trocar a posição do paciente no leito a cada 2 horas. Essa atitude alivia a pressão das regiões que ficam em constante contato com o leito, principalmente as regiões de proeminência óssea.

Para garantir que a mudança de decúbito seja realizada com a frequência correta, alguns métodos são usados. É o caso do protocolo de posições, no qual o cuidador anota o horário e a posição da última mudança realizada. Esse protocolo deve ficar na cabeceira do leito para diminuir as chances de esquecimento.

Outra técnica que pode ser utilizada é o relógio de mudança de decúbito, que indica o horário e posição de cada troca.

 

Relógio para mudança de decúbito

         Relógio para mudança de decúbito

5 dicas para prevenir escaras

  • Hidrate a pele todos os dias após a higienização do paciente;
  • Avalie diariamente a pele das regiões mais suscetíveis ao aparecimento de lesões;
  • Ao menor sinal de vermelhidão ou hematoma, procure atendimento médico;
  • Quando for trocar o paciente de posição, NUNCA o arraste sobre a cama. Isso pode machucar a pele e colaborar para o surgimento de lesões;
  • Procure ajuda de um profissional para entender melhor sobre as tecnologias terapêuticas que melhoram a qualidade de vida do paciente.

 

Como é o tratamento para escaras?

Se não percebidas no início ou quando não são tratadas corretamente, as feridas podem evoluir e se tornarem profundas. Em casos mais graves, as lesões podem comprometer músculos, tendões, ossos e até órgãos.

Além de manter o protocolo de mudança de decúbito para evitar o surgimento de novas lesões, é importante manter boa higiene pessoal e do leito e tratar adequadamente as lesões já existentes.

Existem no mercado curativos especiais que aceleram a cicatrização da pele. É o caso da Membrana Regeneradora Porosa Membracel.

A Membracel contém poros que permitem a drenagem do excesso de exsudato e favorecem as trocas gasosas. Esses dois fatores auxiliam na formação do tecido de granulação, etapa fundamental do processo de cicatrização da pele.

A membrana, ainda, protege as terminações nervosas, diminuindo significativamente a dor logo após a primeira aplicação.

 

Tratamento de escaras com a Membracel

A Membracel vem apresentando excelentes resultados no tratamento de escaras.

Para o sucesso do tratamento, a membrana precisa estar em total contato com o leito da lesão. Dessa forma, em feridas profundas, pode ser necessário preencher a cavidade com gaze, por cima da membrana.

A gaze irá absorver o excesso de exsudato e deve ser trocada sempre que estiver saturada (úmida). Em lesões com bastante exsudato, pode ser necessário trocar a gaze diversas vezes ao dia.

 

Aplicação de Membracel em perna

Membracel apresenta excelentes resultados para o tratamento de escaras

Como aplicar a Membracel?

A Membracel não precisa de trocas diárias. Ou seja, uma mesma membrana pode permanecer por até 7 dias na lesão. Conforme o tratamento for evoluindo, esse período pode aumentar para até 12 dias, caso não existam sinais de infecção, mau cheiro ou contaminação por urina ou fezes.

É um curativo de fácil utilização, que pode ser aplicado sem a ajuda de um profissional da área da saúde. Entretanto, é importante seguir as instruções de aplicação:

 

1) Limpe a área infectada do ferimento com soro fisiológico ou outra solução específica para limpeza de feridas;

2) Coloque a membrana sobre a lesão e umedeça-a com soro fisiológico de forma que fique em contato com todo o leito da lesão;

3) Coloque uma gaze sobre a membrana e fixe-a com faixa ou fita microporosa, fazendo uma leve compressão para ajudar na remoção do exsudado;

4) Troque diariamente o curativo secundário (gaze) e, sem retirar a membrana, faça a limpeza superficial da lesão. Com o auxílio de uma gaze, aplique soro fisiológico em jato e pressione levemente a gaze sobre a membrana, retirando o excesso de exsudato que possa estar entre a lesão e a membrana.

5) Aplique uma nova gaze para absorção do exsudato.

 

Quer saber mais? Leia aqui e aqui dois depoimentos de pessoas que curaram escaras cm a Membracel.

COMENTE ESTA PUBLICAÇÃO

WhatsApp chat